Arte e Lazer

Ciência e Ambiente

Cotidiano

  • UFSCar recepciona estudantes de pós-graduação de 12 países
    UFSCar recepciona estudantes de pós-graduação de 12 países
  • Desmatamento leva a perda local de espécies de morcegos
    Desmatamento leva a perda local de espécies de morcegos
  • Dia da Mulher: Meninas da Terceira Idade de São Caetano ganham tratamento especial
    Dia da Mulher: Meninas da Terceira Idade de São Caetano ganham tratamento especial
  • Alana solicita que Lei de Diretrizes Orçamentárias garanta às crianças prioridade absoluta

    Carta, enviada nesta quinta-feira (5/3) para o ministro Miguel Rossetto, da Secretaria-Geral da Presidência da República, pede para que o Estado cumpra seu dever constitucional e preveja recursos específicos voltados à infância O Instituto Alana, por meio do projeto Prioridade Absoluta, enviou nesta quinta-feira (5/3) carta ao ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto, solicitando que a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO 2016) considere em seu texto a criança como prioridade absoluta, conforme determina o artigo 227 da Constituição Federal e os incisos c e d do artigo 4o do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). “A prioridade absoluta das crianças no orçamento e a destinação de recursos específicos para elas são condições fundamentais para a efetividade de suas garantias e direitos previstos na Constituição e no Estatuto da Criança e do Adolescente.”, afirma Pedro Hartung, advogado do Instituto Alana. Na carta, o Instituto destaca que é obrigação constitucional do Estado colocar a criança em primeiro lugar em todas as suas decisões, inclusive na definição das diretrizes orçamentárias. O Alana pede para sejam realizadas modificações no texto inicial apresentado pelo Executivo, como, por exemplo, a inclusão de um novo artigo no Capítulo I da LDO, sobre “Metas e Prioridades da Administração Pública Federal”, prevendo destinação prioritária específica de recursos a políticas públicas voltadas à infância.

Economia e Finanças

Educação

  • Cambridge anuncia mudanças em testes de proficiência na língua inglesa

    Aline Leal - Repórter da Agência Brasil Edição: Fábio Massalli A Universidade de Cambridge anunciou mudanças no modelo de pontuação para exames de proficiência linguística.

  • Países do Brics debatem cooperação multilateral na área de educação

    Ana Cristina Campos - Repórter da Agência Brasil Edição: Valéria Aguiar Especialistas e representantes dos governos dos países do Brics (grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) estão reunidos em Brasília hoje (2) para discutir propostas de cooperação multilateral em educação profissional e tecnológica, educação superior e desenvolvimento de metodologias conjuntas para indicadores educacionais, além dos princípios básicos para a criação de uma rede universitária do bloco. As propostas serão encaminhadas ao ministro da Educação, Cid Gomes, e aos vice-ministros da África do Sul, Mduduzi Manana, da China, Yubo Du, da Índia, Satyanarayan Mohanty, e da Rússia, Alexander Klimov, que vão se reunir à tarde no 2º Encontro dos Ministros de Educação do Brics.

  • AGU derruba pedido de anulação de portaria que altera Fies

    Yara Aquino - Repórter da Agência Brasil Edição: Fábio Massalli A Advocacia-Geral da União (AGU) derrubou, na Justiça Federal em Pernambuco, pedido de anulação das portarias do Ministério da Educação (MEC) que alteram regras do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

  • MPF entra com ação para que MEC contrate 450 supervisores do ensino superior

    Camila Maciel - Repórter da Agência Brasil Edição: Fábio Massalli Uma ação do Ministério Público Federal em São Paulo (MPF/SP) quer que o Ministério da Educação (MEC) contrate 450 servidores, entre analistas e técnicos, em um prazo de seis meses para acompanhar e supervisionar as instituições de ensino superior.

Empresas e Negócios

Transportes

Viagens e Turismo

Vida e Saúde